Cultura em ação

Comitê Permanente do Graffiti é formado

Foi realizado no último dia 12 de novembro no Teatro Nacional – Vila Lobos o processo eleitoral de seleção dos representantes da sociedade civil para compor o Comitê Permanente do Grafite – CPG do Distrito Federal e Ride.

De acordo com  o  Decreto no 39.174/2018 e pela Resolução nº 05/2018 que instituem a Política de Valorização do Grafite e o Comitê Permanente do Grafite respectivamente.

Eleito 2 (dois) representantes de Luziânia –  Ramon “Phanton” e Pedro “Mog”, desta forma a cidade fica bem representada no  segmento cultural arte urbana – Grafite. O processo ocorreu no decorrer do coquetel da abertura da exposição Cidade Graffiti, com artes de 70 grafiteiros dentre eles os nossos deixaram suas obras na exposição que vai de 13 à 25 de novembro, com entrada franca.

Esteve presente ao evento o Produtor e Agente Cultural João Almir, “que reafirma sobre importância do segmento para o desenvolvimento cultural, a arte urbana vem se destacando no cenário nacional e internacional, tendo em vista o Phanton já ter participado de eventos internacionais.  A cidade está de parabéns por ser representada pelos dois artistas, Mog, faz um trabalho de excelência no Jardim Ingá e região fortalecendo a cada dia a cultura de nossa cidade”.

De fato os artistas da região metropolitana de Brasília carece ser inserido nos espaços de poder, uma vez que fazemos parte da Ride, o segmento cultural que está sendo reconhecido agora pelo Governo de Brasília , visa criar mecanismo de incentivo e fomento para os projetos dos artistas.  Portanto é fundamental a participação dos mesmo tornaram as vozes da Ride.

Assessoria de Comunicação da Tríade.

Realização de Oficina de Teatro

Oficina de Teatro para Iniciantes

Aconteceu nos dias 05, 06 e 07 de novembro a oficina de teatro para Iniciantes, o público alvo foi crianças e adolescentes da Escola Municipal Francisco Vieira Lins – do Ped 4 – Luziânia – Goiás. O projeto contou com o apoio da Secretária de Cultura de Estado do Governo de Brasília.  O tema trabalhado pelo facilitador Rafael Dielson foi literatura de cordel, envolveu  os alunos em dinâmicas, movimento corporal, recital de cordel e jogos teatrais.

 

Peça Teatral o Povo por um e um pelo povo

O Povo por um e um pelo povo, é  Uma bela história encenada pelos alunos do curso intensivo de Teatro da Tríade Cultural, ministrado por Rafael Dielson que durante 120 dias trabalhou intensamente com o grupo. A peça é o resultado do aprendizado dos cursistas que irão apresentar a peça para comunidade.

  • Servico:
  • Evento: Peça Teatral o Povo por um e um pelo povo
  • Data: 01 de Dezembro de 2018.
  • Horas: 20 h
  • Ingresso: Gratuito
  • Censura: Livre
  • Local: Centro de Cultura e Convenções

Oficina de Teatro para Iniciantes

Oficina de Teatro
Comunicamos a realização da Oficina de Teatro para Iniciantes, oferecido pelo PONTO DE CULTURA TRÍADE.
a oficina é parte integrante do Prêmio FAC-DF/2018 – Fundo de Apoio à Cultura da Secretaria de Cultura do Distrito Federal.
02 – Encontros com 02 (duas) horas de duração
01 – Apresentação

Servico:

Oficina de:Teatro para Iniciantes

Tema: Literatura de  Cordel 

Local de Realização: Escola Municipal Francisco Vieira Lins 

Endereço: Rua 22 Qd. 269 área Especial – Parque Estrela D’alva – IV – Luziânia – Go.

Data de realização: 05,06 e 07 de novembro de 2018.

  • Carga Horária: 06 horas

Horário: 14 às 16 horas

Com: Rafael Dielson Pereira Neto

Público beneficiado com a oficina: Crianças de 09 à 12 anos – 32 pessoas

Mini Currículo

Ministrante: Rafael Dielson
Artista por viver, para descobrir, inventar e (re) criar. Nascido no Brasil, por  herança ou costume dessas terras, amo misturar. Dentre as vertentes da arte, a dramaturgia está em mim e a partir dela meu trabalho se faz.
Goiano do município de Luziânia, com 25 anos e 9 anos dedicando a arte. Especificamente tenho me dedicado a dramaturgia e a educação infantil, atualmente formando do curso de Pedagogia. Houve vivência cênica na universidade, cursei algumas matérias do Instituto de artes, no mesmo período e um pouco depois, participei de oficinas, cursos e festivais dentro e fora da universidade. Atuando no Coletivo Ponto de Cultura Tríade tenho contribuído na articulação e realização de projetos e ações na comunidade, escolas, centros culturais e outros espaços não formais visando contribuir na formação e
desenvolvimento humano.

Convidado: Jucivaldo dias – Poeta Popular, cordelista de São Raimundo Nonato – PI

Por João Almir

 

Prêmio Culturas Populares 2018

Cultura em Movimento 

O Ponto de Cultura Tríade da cidade de Luziânia  entra para história como a primeira iniciativa premiada com o Prêmio Culturas de Populares 2018, a região Centro-Oeste premiou (50) iniciativas. O Prêmio Culturas Populares 2018. Que tem por “objetivo da iniciativa é fortalecer as expressões culturais populares brasileiras, retomando práticas populares em processo de esquecimento e que difundam as expressões populares para além dos limites de suas comunidades de origem. Exemplos dessas iniciativas são o cordel, a quadrilha, o maracatu, o jongo, o cortejo de afoxé, o bumba-meu-boi e o boi de mamão, entre outros”.

Expressamos nossa gratidão e faço saber que só foi possível graças ao empenho e dedicação de cada membro do coletivo, que ao longo desses 10 anos se dedicam com carinho e compromisso ao fazer cultural. Articular projetos e ações só é possível com parcerias e apoio da comunidade, associações e sociedade em geral. O prêmio será revestido na manutenção dos projetos e ações desenvolvidas pelo Ponto de Cultura que é o único na cidade de Luziânia afirma João Almir. 

Acesso Rápido

O Ministério da Cultura (MinC) divulgou nesta segunda-feira (22), no Diário Oficial da União, o resultado final do Prêmio Culturas Populares 2018 – edição Selma do Coco. Foram 500 iniciativas culturais populares vencedoras, em todos os estados brasileiros, além do Distrito Federal. Nesta edição, o valor da premiação passou de R$ 10 mil para R$ 20 mil. O valor global – R$ 10 milhões – é o maior volume de recursos já concedido em seis edições da premiação. A edição atual ainda incluiu a inscrição de novos arranjos da cultura popular, como a aparelhagem e a guitarrada. Também foram permitidas a participação de indígenas, ciganos, capoeiristas e ações de hip hop.
Ao todo, foram 2.227 inscrições para a edição Selma do Coco, sendo 1.482 habilitadas: 784 de mestres, 367 de grupos e comunidades, 296 de instituições privadas sem fins lucrativos e 35 de herdeiros de mestres já falecidos (in memoriam). Os estados com mais inscritos foram Paraíba (254), Minas Gerais (238), Bahia (228), Pernambuco (221) e São Paulo (194).
Por João Almir
Fonte: Ministério da Cultura

Peça Teatral Movimenta Jovens de Luziânia

A história de Rafael foi um sucesso!

A Peça Teatral a História de Rafael apresentada em duas sessões gratuitas atraiu vários jovens de Luziânia no Centro de Cultura e Convenções no último dia 24 de agosto de acordo com João Almir do Ponto de Cultura Tríade um dos organizadores do evento informa que atingiu a capacidade máxima do teatro que é 500 pessoas por sessão havendo necessidade de colocar cadeiras extras. Nesta perspectiva o Ricardo Robson Professor do Senai e autor da peça reafirma que “foi uma parceria que deu certo, a Tríade Cultural e a Secretaria de Cultura e Juventude são parceiras. Pois, retomar esse trabalho com os jovens uma vez que já havíamos desenvolvido o projeto na cidade de Anápolis, para mim é motivo de muita alegria, e a peça a história de Rafael retrata exatamente essas questões de vulnerabilidade e faltas de oportunidades, a partir dai se submetem a transitar a caminhos tortuosos como o da prostituição, drogas, e outras mazelas que a sociedade impõem. Portanto acredito que trabalhar com jovens é usar as ferramentas adequadas para atingir objetivos, não somente os conteúdos programático e sim aplicar temas transversais, onde podemos inseri-lo a ponto de serem protagonistas de sua própria historia”.

Depoimentos 

A cidade de Luziânia de fato sofre com carência de atrações culturais, a juventude não tem muita oportunidades de acessar, pois Brasília se localiza a mais de 50 km e nossos pais não possuem tempo e dinheiro para nos levar afirma a jovem Luiza, que aproveita para parabenizar os organizadores do evento e reforça que aconteça mais iniciativas para inseri os jovens.

Deste modo, concluímos que são ações nesta perspectiva que inclui  a juventude, faz pensar a ponto de despertar o interesse em seguir caminhos menos difíceis de percorrer, carece de fato que os seguimentos juvenis passe a ter um olhar diferenciado, e que se construam políticas públicas capazes de proporcionar aos jovens acesso a cultura, emprego e educação de qualidade.

Por João Almir

Diretor

 

Prêmio Cultura Viva 2018

No último domingo (19), o Ponto de Cultura Tríade esteve presente na cerimônia de premiação do FAC Cultura Viva 2018, representada por João Almir Mendes de Sousa para receber o prêmio como ponto de cultura, o coletivo que já é reconhecido pelo MinC – Ministério da Cultura desde 2016 como ponto de cultura, passa também a fazer parte da Rede de Pontos e Pontões de Cultura do Distrito Federal e RIDE.

A Tríade Cultural desenvolve atividades, ações e projetos na comunidade com atuação permanente nos variados seguimentos culturais, como danças, teatro, literatura de cordel, arte urbana e outras. Na categoria Ponto de Cultura foram 35 personalidades e coletivos premiados pela atuação na base comunitária e por ser prestadora de relevantes contribuições, para o desenvolvimento cultural do Distrito Federal e RIDE – Região Integrada de Desenvolvimento Econômico por meio de iniciativas relacionadas aos princípios e objetivos da Política Distrital Cultura Viva.

Assessoria de Comunicação

   

X – Arraiá do Tio João

X – Arraiá do Tio João

FESTAS JUNINAS 2018

No último final de semana da que compreende 30 de junho e 01 de julho a cidade de Luziânia recebeu várias festas juninas, nas escolas, nas ruas e em espaços culturais como é o caso do Arraiá do Tio João que já é realizada há 10 anos no bairro Parque Estrela D’alva – 0 em Luziânia. O evento promovido pelo Ponto de Cultura Tríade é um dos mais completos na atualidade em Luziânia, pois, segue rigorosamente os elementos tradicionais dos festejos juninos que realizados no nordeste brasileiro. Os festejos juninos envolvem a religiosidade em homenagens aos santos padroeiros, Santo Antônio, 13 de junho, São João, 24 de junho e São Pedro e São Paulo, 28 de junho, as influências trazidas pelos portugueses proporciona animação e entretenimento aos povos. Segundo João Almir – Produtor Cultural diz “Os festejos juninos é a própria identidade do povo nordestino, pois, vivenciar as tradições faz com que mantenha viva a memória aos povos, no Arraiá do Tio João procuramos trazer elementos fundamentais como: Decoração, trios de forró, frevo, grupos de quadrilhas, Literatura de Cordel, forró pé de serra, fogueira, dança de salão, comidas típicas, brincadeiras. Nessa perspectiva a cultura popular se fortalece garantindo as manifestações e o patrimônio imaterial”.

O evento contou com várias apresentações locais e regionais, grupo de dança Pellinsky do distrito federal que trouxeram o frevo e dança cigana, Estúdio de Dança Maria Carvalho, Grupos de quadrilhas Mandacaru e Família Busca Pé, Literatura de Cordel com o Poeta Popular J. Dias, de São Raimundo Nonato – PI, trio de forró Os Limas do Forró, dança de Salão, Academia Movidançe. No domingo 01 de julho ficou por conta do Clube de Veículos Antigos de Luziânia que trouxeram diversos carros antigos, foods trucks e shows de rock com as Bandas SER e Old Rock, foi uma oportunidade única para a comunidade ter acesso à cultura.
O projeto cresce a cada ano tem como objetivo proporcionar à comunidade o conhecimento popular repassado através da oralidade presentes nas manifestações folclóricas, músicas, danças, crenças, literatura de cordel e comidas típicas dos festejos juninos.

Por João Almir – Produtor Cultural